Bernardo Guimarães

Brasil — Romancista, poeta, jornalista, magistrado e professor

15 Ago 1825 // 10 Mar 1884

13 Poemas

Principais Poemas

Gentil Sofia

Bernardo Guimarães
BALADA

"Fia já minha Sofia,
Fia
"Enquanto eu faço esta ceia,
Eia!
"Estás hoje com tamanha
Manha,
"Que não sais dessa janela;
Nela
"Queres ver os estudantes
Antes
"Do que ...

Leia mais


Elixir do Pajé

Bernardo Guimarães
(...)

Feliz caralho meu, exulta, exulta!
Tu que aos conos fizeste guerra viva,
e nas guerras de amor criaste calos,
eleva a fronte altiva;
em triunfo sacode hoje os badalos;
alimpa ...

Leia mais


Dilúvio de Papel

Bernardo Guimarães
Sonho de um jornalista poeta


I

Que sonho horrível! — gélidos suores
Da fronte inda me escorrem;
Eu tremo todo! — crebros calafrios
Os membros me percorrem.

Eu vi sumir-se a natureza ...

Leia mais


Ao Charuto

Bernardo Guimarães
ODE

Vem, ó meu bom charuto, amigo velho,
Que tanto me regalas;
Que em cheirosa fumaça me envolvendo
Entre ilusões me embalas.

Oh! que nem todos sabem quanto vale
Uma ...

Leia mais


À Sepultura de um Escravo

Bernardo Guimarães
Também do escravo a humilde sepultura
Um gemido merece de saudade:
Uma lágrima só corra sobre ela
De compaixão ao menos...
Filho da África, enfim livre dos ferros
Tu dormes ...

Leia mais


Mais poemas de Bernardo Guimarães