Gonçalves Dias

Brasil — Poeta/Teatrólogo/Jornalista/Advogado/Etnógrafo

10 Ago 1823 // 03 Nov 1864

29 Poemas

Principais Poemas

Como eu te amo

Gonçalves Dias
Como se ama o silêncio, a luz, o aroma,
O orvalho numa flor, nos céus a estrela,
No largo mar a sombra de uma vela,
Que lá na extrema do…

Leia mais


Deprecação

Gonçalves Dias
Tupã, ó Deus grande! cobriste o teu rosto
Com denso velâmen de penas gentis;
E jazem teus filhos clamando vingança
Dos bens que lhes deste da perda infeliz!

Tupã, ó…

Leia mais


Desejo

Gonçalves Dias
E poi morir.
METASTASIO

Ah! que eu não morra sem provar, ao menos
Sequer por um instante, nesta vida
Amor igual ao meu!
Dá, Senhor Deus, que eu sobre a…

Leia mais


II

Gonçalves Dias
E a visão levou-me insensivelmente dos homens da
natureza aos que chamamos civilizados.

Uma infinidade de navios aportavam a todos os
pontos do vasto Império, como se dos fundos mares…

Leia mais


I-Juca-Pirama

Gonçalves Dias
Meu canto de morte,
Guerreiros, ouvi:
Sou filho das selvas,
Nas selvas cresci;
Guerreiros, descendo
Da tribo tupi.

Da tribo pujante,
Que agora anda errante
Por fado inconstante,
Guerreiros, nasci:…

Leia mais


Mais poemas de Gonçalves Dias