A. M. Pires Cabral

Portugal — Escritor/Poeta

n. 13 Ago 1941

4 Poemas

Principais Poemas

A Matança

A. M. Pires Cabral
Não penses
que a carne apenas é aquela oca
lívida carcaça
em imóvel galope alucinado,
embarrada numa trave da adega.

Não penses
que o milagre anual da salgadeira
vem sem …

Leia mais


Defeito de Fabrico

A. M. Pires Cabral
Quando nasci, trazia de origem
um farol que despejava luz a jorros
sobre o que quer que fosse,
mormente sobre as dobras
pérfidas da noite.

Mas, por estranho que pareça, …

Leia mais


Uma Toupeira na Calçada

A. M. Pires Cabral
Vi uma toupeira na calçada.

As toupeiras não se dão bem em calçadas
– elas que têm no solo arável o seu habitat –
mas aquelas estava ali inexplicavelmente.

Uma …

Leia mais


Neblina

A. M. Pires Cabral
Um dedo a bordo aponta
a neblina sentada, sustentada
sobre o topo do monte.

O céu está todo azul, com excepção
daqueles trapos brancos, como roupa
de alguém que passou …

Leia mais


Mais poemas de A. M. Pires Cabral