Juan Ramón Jiménez

Espanha — Poeta

23 Dez 1881 // 29 Mai 1958

10 Poemas

Principais Poemas

O Único Amigo

Juan Ramón Jiménez
Não me alcançarás, amigo.
Chegarás ansioso, louco;
mas eu já terei partido.

(E que medonho vazio
tudo o que tiveres deixado
atrás, para vir comigo!

Que lamentável abismo
tudo quanto ...

Leia mais


A Cor da Tua Alma

Juan Ramón Jiménez
Enquanto eu te beijo, o seu rumor
nos dá a árvore, que se agita ao sol de ouro
que o sol lhe dá ao fugir, fugaz tesouro
da árvore que ...

Leia mais


Nocturno

Juan Ramón Jiménez
Por onde quer que minha alma
navegue, ou ande, ou voe, tudo, tudo
é seu. Que tranquila
em toda a parte, sempre;
agora na alta proa
que em duas pratas ...

Leia mais


Solidão

Juan Ramón Jiménez
Estás todo em ti, mar, e, todavia,
como sem ti estás, que solitário,
que distante, sempre, de ti mesmo!

Aberto em mil feridas, cada instante,
qual minha fronte,
tuas ondas ...

Leia mais


A Mulher Nua

Juan Ramón Jiménez
Humana fonte bela,
repuxo de delícia entre as coisas,
terna, suave água redonda,
mulher nua: um dia,
deixarei de te ver,
e terás de ficar
sem estes assombrados olhos meus ...

Leia mais


Mais poemas de Juan Ramón Jiménez