Nuno Júdice

Portugal — Poeta/Ensaísta

n. 29 Abr 1949

23 Poemas

Principais Poemas

É Isto o Amor

Nuno Júdice
Em quem pensar, agora, senão em ti? Tu, que
me esvaziaste de coisas incertas, e trouxeste a
manhã da minha noite. É verdade que te podia
dizer: «Como é mais…

Leia mais


Carta (Esboço)

Nuno Júdice
Lembro-me agora que tenho de marcar um
encontro contigo, num sítio em que ambos
nos possamos falar, de facto, sem que nenhuma
das ocorrências da vida venha
interferir no que…

Leia mais


Um Amor

Nuno Júdice
Aproximei-me de ti; e tu, pegando-me na mão,
puxaste-me para os teus olhos
transparentes como o fundo do mar para os afogados. Depois, na rua,
ainda apanhámos o crepúsculo.
As…

Leia mais


Definição

Nuno Júdice
Quem esquece o amor, e o dissipa, saberá
que sentimento corrompe, ou apenas se o coração
se encontra no vazio da memória? O vento
não percorre a tarde com o…

Leia mais


Plano

Nuno Júdice
Trabalho o poema sobre uma hipótese: o amor
que se despeja no copo da vida, até meio, como se
o pudéssemos beber de um trago. No fundo,
como o vinho…

Leia mais


Mais poemas de Nuno Júdice