João Miguel Fernandes Jorge

Portugal — Poeta

n. 1943

13 Poemas

Principais Poemas

Se Falássemos de Amor Falávamos de Outra Maneira

João Miguel Fernandes Jorge
Se falássemos de amor falávamos de outra maneira.

A imagem de qualquer pedra servia bem a desordem
que vai sobre esta mesa
o copo de cerveja
admiráveis modos de viver…

Leia mais


Este é o Papel Singular da Alegria

João Miguel Fernandes Jorge
Este é o papel singular da alegria
a lei errante do país
é o maior dos silêncios.

Caminhei por entre rios pontos de água
estações de novembro
pequena razão dos…

Leia mais


Há Momentos que Resulta tão Difícil Chegarmos a um Sentimento

João Miguel Fernandes Jorge
Há momentos em que do fogo sobe para a noite
há momentos que resulta tão difícil chegarmos a um
sentimento.
Descubro uma figura que já não
sei seguir. Há momentos…

Leia mais


Trago-te ao Espaço da Janela

João Miguel Fernandes Jorge
Trago-te ao espaço da janela.
De novo surgiram deste lado da rua.
Em voz baixa disse «uma alucinação». A
única resposta foi entrar em casa
subir ao quarto mudar de…

Leia mais


Como Podemos Esperar

João Miguel Fernandes Jorge
Como podemos esperar.
Aguardar o que nossas mãos possam reter.
Uma palavra. O olhar cúmplice. Se as coisas
têm já o estado do vento
o que nas ruas fica das…

Leia mais


Mais poemas de João Miguel Fernandes Jorge


Veja Também


Mais autores