Alexandre O'Neill

Portugal — Poeta

19 Dez 1924 // 21 Ago 1986

15 Poemas

Principais Poemas

Auto-Retrato

Alexandre O'Neill
O'Neill (Alexandre), moreno português,
cabelo asa de corvo; da angústia da cara,
nariguete que sobrepuja de través
a ferida desdenhosa e não cicatrizada.
Se a visagem de tal sujeito ...

Leia mais


Amigo

Alexandre O'Neill
Mal nos conhecemos
Inaugurámos a palavra «amigo».

«Amigo» é um sorriso
De boca em boca,
Um olhar bem limpo,
Uma casa, mesmo modesta, que se oferece,
Um coração pronto a ...

Leia mais


Há Palavras que Nos Beijam

Alexandre O'Neill
Há palavras que nos beijam
Como se tivessem boca.
Palavras de amor, de esperança,
De imenso amor, de esperança louca.

Palavras nuas que beijas
Quando a noite perde o rosto ...

Leia mais


O Beijo

Alexandre O'Neill
Congresso de gaivotas neste céu
Como uma tampa azul cobrindo o Tejo.
Querela de aves, pios, escarcéu.
Ainda palpitante voa um beijo.

Donde teria vindo! (Não é meu...)
De algum ...

Leia mais


O Amor é o Amor

Alexandre O'Neill
O amor é o amor — e depois?!
Vamos ficar os dois
a imaginar, a imaginar?...

O meu peito contra o teu peito,
cortando o mar, cortando o ar.
Num leito ...

Leia mais


Mais poemas de Alexandre O'Neill