Alberto Oliveira

Portugal — Escritor/Poeta

13 Jun 1873 // 23 Abr 1940

26 Poemas

Principais Poemas

Vaso Grego

Alberto Oliveira
Esta de áureos relevos, trabalhada
De divas mãos, brilhante copa, um dia,
Já de aos deuses servir como cansada,
Vinda do Olimpo, a um novo deus servia.

Era o poeta ...

Leia mais


Velha Fazenda - III

Alberto Oliveira
— "... Vi um por um, oh! provação tremenda!
Nunca me há de esquecer aquele dia!
Debandar os escravos da fazenda.

A esta, em idos tempos de alegria,
Chamara, porque as tinha ...

Leia mais


A Cancela da Estrada

Alberto Oliveira
Bate a cancela da estrada
Constantemente.

Cavaleiro, à disparada,
Lá vai no cavalo ardente.
Cavaleiro em descuidada
Marcha, lá vem indolente.

Passa, ondeia levantada
A poeira, toldando o ambiente.

Bate ...

Leia mais


A Vingança da Porta

Alberto Oliveira
Era um hábito antigo que ele tinha:
Entrar dando com a porta nos batentes.
— Que te fez essa porta? a mulher vinha
E interrogava. Ele cerrando os dentes:

— Nada! traze ...

Leia mais


Afrodite

Alberto Oliveira
I

Móvel, festivo, trépido, arrolando,
À clara voz, talvez da turba iriada
De sereias de cauda prateada,
Que vão com o vento os carmes concertando,

O mar, — turquesa enorme, iluminada ...

Leia mais


Mais poemas de Alberto Oliveira