Octávio Mora

Brasil — Poeta/Professor

1933 // 2012

4 Poemas

Principais Poemas

Onde o Mar Falta

Octávio Mora
Entreabertas as pernas, e pousada
de leve, sobre os ombros, a cabeça,
parecias às vezes, derramada
no fundo, mais espessa.

E eras líquida: vias, através
de tua própria sombra transparente…

Leia mais


Pesada Noite

Octávio Mora
A noite cai de bruços,
cai com o peso fundo do cansaço,
cai como pedra, como braço,
cai como um século de cera,
aos tombos, aos soluços,
entre a maçã…

Leia mais


Definição por Soma

Octávio Mora
Um consumir-se a cada instante
um escoar-se e um desperdício
um e contudo outro e diverso
um processar-se e um processo

Para tocar o que do vento
para prender o…

Leia mais


Biografia

Octávio Mora
Sou aquele a quem busco:
jamais encontrarei a minha sombra.
A noite me acompanha
e sei que luto
com a treva. Combato: sangue a sangue
e corpo a corpo.

Rios…

Leia mais


Mais poemas de Octávio Mora