Mário Faustino

Brasil — Poeta/Jornalista

22 Out 1930 // 27 Nov 1962

6 Poemas

Principais Poemas

Romance

Mário Faustino
Para as Festas da Agonia
Vi-te chegar, como havia
Sonhado já que chegasses:
Vinha teu vulto tão belo
Em teu cavalo amarelo,
Anjo meu, que, se me amasses,
Em teu…

Leia mais


O Mundo que eu Venci Deu-me um Amor

Mário Faustino
O mundo que eu venci deu-me um amor,
Um troféu perigoso, este cavalo
Carregado de infantes couraçados.
O mundo que venci deu-me um amor
Alado galopando em céus irados,
Por…

Leia mais


Vida Toda Linguagem

Mário Faustino
Vida toda linguagem,
frase perfeita sempre, talvez verso,
geralmente sem qualquer adjectivo,
coluna sem ornamento, geralmente partida.

Vida toda linguagem,
há entretanto um verbo, um verbo sempre, e um nome…

Leia mais


Alma que Foste Minha

Mário Faustino
Alma que foste minha,
desprendida de meu corpo e de meu espírito,
leque de palma sem raízes, sem tormentas,
que género esta noite te distingue,
que metro te organiza, por…

Leia mais


Carpe Diem

Mário Faustino
Que faço deste dia, que me adora?
Pegá-lo pela cauda, antes da hora
Vermelha de furtar-se ao meu festim?
Ou colocá-lo em música, em palavra,
Ou gravá-lo na pedra, que…

Leia mais


Mais poemas de Mário Faustino