José Almada Negreiros

Portugal — Artista plástico/Poeta/Ensaísta/Romancista/Dramaturgo e Coreógrafo

7 Abr 1893 // 15 Jun 1970

11 Poemas

Principais Poemas

Canção da Saudade

José Almada Negreiros
Se eu fosse cego amava toda a gente.

Não é por ti que dormes em meus braços que sinto amor. Eu amo a minha irmã gemea que nasceu sem vida, ...

Leia mais


Primavera

José Almada Negreiros
O sol vae esmolando os campos com bôdos de oiro.

A pastorinha aquecida vae de corrida a mendigar a sombra do chorão corcunda, poeta romantico que tem paixão p'la fonte. ...

Leia mais


A Sésta

José Almada Negreiros
Pierrot escondido por entre o amarello dos gyrassois espreita em cautela o somno d'ella dormindo na sombra da tangerineira. E ella não dorme, espreita tambem de olhos descidos, mentindo o ...

Leia mais


Mãe!

José Almada Negreiros
Mãe! a oleografia está a entornar o amarelo do Deserto por cima da
minha vida. O amarelo do Deserto é mais comprido do que um dia todo!
Mãe! eu queria ...

Leia mais


A Taça de Chá

José Almada Negreiros
O luar desmaiava mais ainda uma máscara caida nas esteiras bordadas. E os bambús ao vento e os crysanthemos nos jardins e as garças no tanque, gemiam com elle a ...

Leia mais


Mais poemas de José Almada Negreiros