Fernanda de Castro

Portugal — Escritora

8 Dez 1900 // 19 Dez 1994

16 Poemas

Principais Poemas

O Segredo é Amar

Fernanda de Castro
O segredo é amar. Amar a Vida
com tudo o que há de bom e mau em nós.
Amar a hora breve e apetecida,
ouvir os sons em cada voz…

Leia mais


Alegria

Fernanda de Castro
De passadas tristezas, desenganos
amarguras colhidas em trinta anos,
de velhas ilusões,
de pequenas traições
que achei no meu caminho...,
de cada injusto mal, de cada espinho
que me deixou…

Leia mais


Distância

Fernanda de Castro
Não vás para tão longe!
Vem sentar-te
Aqui na chaise-longue, ao pé de mim...
Tenho o desejo doido de contar-te
Estas saudades que não tinham fim.

Não vás para…

Leia mais


Alma Serena

Fernanda de Castro
Alma serena, a consciência pura,
assim eu quero a vida que me resta.
Saudade não é dor nem amargura,
dilui-se ao longe a derradeira festa.

Não me tentam as rotas…

Leia mais


Os Anos são Degraus

Fernanda de Castro
Os anos são degraus, a Vida a escada.
Longa ou curta, só Deus pode medi-la.
E a Porta, a grande Porta desejada,
só Deus pode fechá-la,
pode abri-la.

São vários…

Leia mais


Mais poemas de Fernanda de Castro