Eduardo Guerra Carneiro

Portugal — Escritor/Jornalista

4 Out 1942 // 2 Jan 2004

2 Poemas

Principais Poemas

Fragmentos de uma Elegia

Eduardo Guerra Carneiro

(6)


Sei que me ouves na tempestade

e nas gotas que ficam nas folhas,

a brilhar. Sei nas ondas ouvir

teus mergulhos de sereia

e nos gritos dos golfinhos

entender ...

Leia mais


Na Ampla Praça há apenas Plátanos

Eduardo Guerra Carneiro

Na ampla praça há apenas plátanos.

Nem crianças a correm de tão fria,

nem estátuas a comovem bronzeadas.

Das margens secas, com ilhas e outras casas,

janelas, se as há ...

Leia mais


Mais poemas de Eduardo Guerra Carneiro