Abílio Guerra Junqueiro

Portugal — Escritor/Poeta/Jornalista/Político

15 Set 1850 // 7 Jul 1923

21 Poemas

Principais Poemas

A. L.

Abílio Guerra Junqueiro

Não és a flor olímpica e serena

Que eu vejo em sonhos na amplidão distante;

Não tens as formas ideais de Helena,

As formas da beleza triunfante;


Não és também ...

Leia mais


Morena

Abílio Guerra Junqueiro

Não negues, confessa

Que tens certa pena

Que as mais raparigas

Te chamem morena.


Pois eu não gostava,

Parece-me a mim,

De ver o teu rosto

Da cor do jasmim ...

Leia mais


Regresso ao Lar

Abílio Guerra Junqueiro

Ai, há quantos anos que eu parti chorando

deste meu saudoso, carinhoso lar!...

Foi há vinte?... Há trinta?... Nem eu sei já quando!...

Minha velha ama, que me estás fitando ...

Leia mais


A Minha Filha

Abílio Guerra Junqueiro

(Vendo-a dormir)


Que alma intacta e delicada!

Que argila pura e mimosa!

É a estrela d'alvorada

Dentro dum botão de rosa!


E, enquanto dormes tranquila,

Vejo o divino esplendor ...

Leia mais


Minha Mãe, Minha Mãe!

Abílio Guerra Junqueiro

Minha mãe, minha mãe! ai que saudade imensa,

Do tempo em que ajoelhava, orando, ao pé de ti.

Caía mansa a noite; e andorinhas aos pares

Cruzavam-se voando em torno ...

Leia mais


Mais poemas de Abílio Guerra Junqueiro