Sophia Andresen

Portugal — Poeta

6 Nov 1919 // 2 Jul 2004

25 Poemas

Principais Poemas

Quando

Sophia Andresen

Quando o meu corpo apodrecer e eu for morta

Continuará o jardim, o céu e o mar,

E como hoje igualmente hão-de bailar

As quatro estações à minha porta.


Outros ...

Leia mais


Os Erros

Sophia Andresen

A confusão a fraude os erros cometidos

A transparência perdida — o grito

Que não conseguiu atravessar o opaco

O limiar e o linear perdidos


Deverá tudo passar a ser passado ...

Leia mais


Os Amigos

Sophia Andresen

Voltar ali onde

A verde rebentação da vaga

A espuma o nevoeiro o horizonte a praia

Guardam intacta a impetuosa

Juventude antiga -

Mas como sem os amigos

Sem a partilha ...

Leia mais


Revolução

Sophia Andresen

Como casa limpa

Como chão varrido

Como porta aberta


Como puro início

Como tempo novo

Sem mancha nem vício


Como a voz do mar

Interior de um povo


Como página ...

Leia mais


Para Atravessar Contigo o Deserto do Mundo

Sophia Andresen

Para atravessar contigo o deserto do mundo

Para enfrentarmos juntos o terror da morte

Para ver a verdade para perder o medo

Ao lado dos teus passos caminhei


Por ti ...

Leia mais


Mais poemas de Sophia Andresen