Pablo Neruda

Chile — Poeta [Nobel 1971]

12 Jul 1904 // 23 Set 1973

É o pseudônimo de Ricardo Eliécer Neftalí Reyes Basoalto. Foi um poeta chileno e um dos mais importantes poetas da língua castelhana do século XX. Neruda recebeu o Nobel de Literatura em 1971. Fonte: Wikipedia.

36 Poemas

Page 1 of 4
  • Next

  • Poemas

    Tenho Fome da Tua Boca

    Pablo Neruda

    Tenho fome da tua boca, da tua voz, do teu cabelo,

    e ando pelas ruas sem comer, calado,

    não me sustenta o pão, a aurora me desconcerta,

    busco no dia ...

    Leia mais


    Se Me Esqueceres

    Pablo Neruda

    Quero que saibas

    uma coisa.


    Sabes como é:

    se olho

    a lua de cristal, o ramo vermelho

    do lento outono à minha janela,

    se toco

    junto do lume

    a impalpável ...

    Leia mais


    Para não Deixar de Amar-te Nunca

    Pablo Neruda

    Saberás que não te amo e que te amo

    pois que de dois modos é a vida,

    a palavra é uma asa do silêncio,

    o fogo tem a sua metade ...

    Leia mais


    O Teu Riso

    Pablo Neruda

    Tira-me o pão, se quiseres,

    tira-me o ar, mas

    não me tires o teu riso.


    Não me tires a rosa,

    a flor de espiga que desfias,

    a água que de ...

    Leia mais


    Amo-te Sem Saber Como

    Pablo Neruda

    Não te amo como se fosses rosa de sal, topázio

    ou seta de cravos que propagam o fogo:

    amo-te como se amam certas coisas obscuras,

    secretamente, entre a sombra e ...

    Leia mais


    O Pai

    Pablo Neruda

    Terra de semente inculta e bravia,

    terra onde não há esteiros ou caminhos,

    sob o sol minha vida se alonga e estremece.


    Pai, nada podem teus olhos doces,

    como nada ...

    Leia mais


    Não Estejas Longe de Mim um Dia que Seja

    Pablo Neruda

    Não estejas longe de mim um dia que seja, porque,

    porque, não sei dizê-lo, é longo o dia,

    e estarei à tua espera como nas estações

    quando em algum sitio ...

    Leia mais


    Para o Meu Coração...

    Pablo Neruda

    Para o meu coração basta o teu peito,

    para a tua liberdade as minhas asas.

    Da minha boca chegará até ao céu

    o que dormia sobre a tua alma.


    És ...

    Leia mais


    Tu És em Mim Profunda Primavera

    Pablo Neruda

    O sabor da tua boca e a cor da tua pele,

    pele, boca, fruta minha destes dias velozes,

    diz-me, sempre estiveram contigo

    por anos e viagens e por luas e ...

    Leia mais


    Quero-te Apenas Porque a Ti Eu Quero

    Pablo Neruda

    Não te quero senão porque te quero

    e de querer-te a não querer-te chego

    e de esperar-te quando não te espero

    passa meu coração do frio ao fogo.


    Quero-te apenas ...

    Leia mais


    Page 1 of 4
  • Next