Olavo Bilac

Brasil — Poeta/Jornalista

16 Dez 1865 // 28 Dez 1918

102 Poemas

  • Previous
  • Page 5 of 11
  • Next

  • Poemas

    A Bordoleta

    Olavo Bilac
    Trazendo uma borboleta,
    Volta Alfredo para casa.
    Como é linda! é toda preta,
    Com listas douradas na asa.

    Tonta, nas mãos da criança,
    Batendo as asas, num susto,
    Quer fuguir, ...

    Leia mais


    A Escravidão

    Olavo Bilac
    BEM MAIS FELIZ do que a nossa é a geração desses pirralhos que andam agora por aí a jogar a cabra-cega, a atirar pedras às árvores e a perlustrar os ...

    Leia mais


    A Jogatina

    Olavo Bilac
    Maldito invento dum baronete
    Que dos cruzados neto não é.
    É mais terrível que o voltarete,
    Que a vermelhinha, que o lasquinet.

    Dá mais partido para o banqueiro
    Do que ...

    Leia mais


    A Mocidade

    Olavo Bilac
    A mocidade é como a primavera!
    A alma, cheia de flores resplandece,
    Crê no Bem, ama a vida, sonha e espera,
    E a desventura facilmente esquece.

    É a idade da ...

    Leia mais


    A Pátria

    Olavo Bilac
    Ama, com fé e orgulho, a terra em que nasceste!
    Criança! não verás nenhum país como este!
    Olha que céu! que mar! que rios! que floresta!
    A Natureza, aqui, perpetuamente ...

    Leia mais


    A Ronda Noturna

    Olavo Bilac
    Noite cerrada, tormentosa, escura,
    Lá fora. Dormem em trevas o convento.
    Queda imoto o arvoredo. Não fulgura
    Uma estrela no torvo firmamento.

    Dentro é tudo mudez. Flébil murmura,
    De espaço ...

    Leia mais


    A Velhice

    Olavo Bilac
    Olha estas velhas árvores, mais belas
    Do que as árvores moças, mais amigas,
    Tanto mais belas quanto mais antigas,
    Vencedoras da idade e das procelas...

    O homem, a fera e ...

    Leia mais


    A Vida

    Olavo Bilac
    Na água do rio que procura o mar;
    No mar sem fim; na luz que nos encanta;
    Na montanha que aos ares se levanta;
    No céu sem raias que deslumbra ...

    Leia mais


    Ao coração que sofre

    Olavo Bilac
    XXX

    Ao coração que sofre, separado
    Do teu, no exílio em que a chorar me vejo,
    Não basta o afeto simples e sagrado
    Com que das desventuras me protejo.

    Não ...

    Leia mais


    As Cartomantes

    Olavo Bilac
    OS JORNAIS PUBLICARAM, há dias, uma longa lista de nomes de homens e de mulheres, — principalmente de mulheres, — que se dedicam ao estudo e à prática da quiromancia, ...

    Leia mais


  • Previous
  • Page 5 of 11
  • Next