Bertolt Brecht

Alemanha — Escritor/Dramaturgo

10 Fev 1898 // 14 Ago 1956

14 Poemas

Principais Poemas

De que Serve a Bondade

Bertolt Brecht
1

De que serve a bondade
Quando os bondosos são logo abatidos, ou são abatidos
Aqueles para quem foram bondosos?

De que serve a liberdade
Quando os livres têm que…

Leia mais


Louvor do Revolucionário

Bertolt Brecht
Quando a opressão aumenta
Muitos se desencorajam
Mas a coragem dele cresce.
Ele organiza a luta
Pelo tostão do salário, pela água do chá
E pelo poder no Estado.
Pergunta…

Leia mais


Louvor do Aprender

Bertolt Brecht
Aprende o mais simples! Pra aqueles
Cujo tempo chegou
Nunca é tarde de mais!
Aprende o abc, não chega, mas
Aprende-o!   E não te enfades!
Começa! Tens de saber tudo!…

Leia mais


Nunca te Amei Tanto

Bertolt Brecht
Nunca te amei tanto, ma soeur,
Como quando de ti parti naquele pôr-de-sol.
O bosque engoliu-me, o bosque azul, ma soeur,
Sobre que já pousavam as estrelas pálidas a oeste.…

Leia mais


Prazeres

Bertolt Brecht
O primeiro olhar da janela de manhã
O velho livro de novo encontrado
Rostos animados
Neve, o mudar das estações
O jornal
O cão
A dialéctica
Tomar duche, nadar
Velha…

Leia mais


Mais poemas de Bertolt Brecht