Álvaro de Campos

Portugal

n. 15 Out 1890

100 Poemas

Page 1 of 10
  • Next

  • Poemas

    Tabacaria

    Álvaro de Campos

    Não sou nada.

    Nunca serei nada.

    Não posso querer ser nada.

    À parte isso, tenho em mim todos os sonhos do mundo.


    Janelas do meu quarto,

    Do meu quarto de ...

    Leia mais


    Aniversário

    Álvaro de Campos

    No tempo em que festejavam o dia dos meus anos,

    Eu era feliz e ninguém estava morto.

    Na casa antiga, até eu fazer anos era uma tradição de há séculos ...

    Leia mais


    Cansaço

    Álvaro de Campos

    O que há em mim é sobretudo cansaço —

    Não disto nem daquilo,

    Nem sequer de tudo ou de nada:

    Cansaço assim mesmo, ele mesmo,

    Cansaço.


    A subtileza das sensações inúteis ...

    Leia mais


    A Melhor Maneira de Viajar é Sentir

    Álvaro de Campos

    Afinal, a melhor maneira de viajar é sentir.

    Sentir tudo de todas as maneiras.

    Sentir tudo excessivamente,

    Porque todas as coisas são, em verdade, excessivas

    E toda a realidade é ...

    Leia mais


    O Dia Deu em Chuvoso

    Álvaro de Campos

    O dia deu em chuvoso.

    A manhã, contudo, esteve bastante azul.

    O dia deu em chuvoso.

    Desde manhã eu estava um pouco triste.


    Antecipação! Tristeza? Coisa nenhuma?

    Não sei: já ...

    Leia mais


    A Verdadeira Liberdade

    Álvaro de Campos

    A liberdade, sim, a liberdade!

    A verdadeira liberdade!

    Pensar sem desejos nem convicções.

    Ser dono de si mesmo sem influência de romances!

    Existir sem Freud nem aeroplanos,

    Sem cabarets, nem ...

    Leia mais


    Estou Tonto

    Álvaro de Campos

    Estou tonto,

    Tonto de tanto dormir ou de tanto pensar,

    Ou de ambas as coisas.

    O que sei é que estou tonto

    E não sei bem se me devo levantar ...

    Leia mais


    Estou Cansado

    Álvaro de Campos

    Estou cansado, é claro,

    Porque, a certa altura, a gente tem que estar cansado.

    De que estou cansado, não sei:

    De nada me serviria sabê-lo,

    Pois o cansaço fica na ...

    Leia mais


    Todas as Cartas de Amor são Ridículas

    Álvaro de Campos

    Todas as cartas de amor são

    Ridículas.

    Não seriam cartas de amor se não fossem

    Ridículas.


    Também escrevi em meu tempo cartas de amor,

    Como as outras,

    Ridículas.


    As cartas ...

    Leia mais


    Não Estou Pensando em Nada

    Álvaro de Campos

    Não estou pensando em nada

    E essa coisa central, que é coisa nenhuma,

    É-me agradável como o ar da noite,

    Fresco em contraste com o verão quente do dia,


    Não ...

    Leia mais


    Page 1 of 10
  • Next