Vinicius De Moraes

Brasil — Diplomata/Jornalista/Poeta/Compositor

19 Out 1913 // 9 Jul 1980

Foi um poeta, dramaturgo, jornalista, diplomata, cantor e compositor brasileiro. Poeta essencialmente lírico, notabilizou-se pelos seus sonetos. Sua obra é vasta, passando pela literatura, teatro, cinema e música. Fonte: Wikipedia.

12 Poemas

Page 1 of 2
  • Next

  • Poemas

    Soneto do Amor Total

    Vinicius De Moraes
    AMO-TE TANTO, meu amor... não cante
    O humano coração com mais verdade...
    Amo-te como amigo e como amante
    Numa sempre diversa realidade.

    Amo-te afim, de um calmo amor prestante
    E…

    Leia mais


    Ternura

    Vinicius De Moraes
    Eu te peço perdão por te amar de repente
    Embora o meu amor seja uma velha canção nos teus ouvidos
    Das horas que passei à sombra dos teus gestos
    Bebendo…

    Leia mais


    Soneto de Fidelidade

    Vinicius De Moraes
    De tudo, ao meu amor serei atento
    Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto
    Que mesmo em face do maior encanto
    Dele se encante mais meu pensamento.

    Quero…

    Leia mais


    A Mulher que Passa

    Vinicius De Moraes
    Meu Deus, eu quero a mulher que passa.
    Seu dorso frio é um campo de lírios
    Tem sete cores nos seus cabelos
    Sete esperanças na boca fresca!

    Oh! Como és…

    Leia mais


    Soneto do Maior Amor

    Vinicius De Moraes
    Maior amor nem mais estranho existe
    Que o meu, que não sossega a coisa amada
    E quando a sente alegre, fica triste
    E se a vê descontente, dá risada.

    E…

    Leia mais


    Soneto de Carnaval

    Vinicius De Moraes
    Distante o meu amor, se me afigura
    O amor como um patético tormento
    Pensar nele é morrer de desventura
    Não pensar é matar meu pensamento.

    Seu mais doce desejo se…

    Leia mais


    Soneto de Separação

    Vinicius De Moraes
    DE REPENTE do riso fêz-se o pranto
    silencioso e branco como a bruma
    E das bocas unidas fêz-se espuma
    E das mãos espalmadas fêz-se o espanto.

    De repente da calma…

    Leia mais


    Namorados do Mirante

    Vinicius De Moraes
    ELES ERAM mais antigos que o silêncio
    A perscrutar-se intimamente os sonhos
    Tal como duas súbitas estátuas
    Em que apenas o olhar restasse humano.
    Qualquer toque, por certo, desfaria
    Os…

    Leia mais


    Soneto de Contrição

    Vinicius De Moraes
    Eu te amo, Maria, eu te amo tanto
    Que o meu peito me dói como em doença
    E quanto mais me seja a dor intensa
    Mais cresce na minha alma…

    Leia mais


    Soneto de Devoção

    Vinicius De Moraes
    Essa mulher que se arremessa, fria
    E lúbrica aos meus braços, e nos seios
    Me arrebata e me beija e balbucia
    Versos, votos de amor e nomes feios.

    Essa mulher,…

    Leia mais


    Page 1 of 2
  • Next