Mário Saa

Portugal — Escritor

18 Jun 1893 // 23 Jan 1971

3 Poemas

Principais Poemas

Quadras da Minha Vida

Mário Saa
Os ecos nos meus sentidos
Dos meus afectos doentes
São mais longos, mais compridos
Do que rastos de serpentes.

Nasci profundo e pegado
A turbilhões de aflição:
Na cara trago…

Leia mais


Xácara das Mulheres Amadas

Mário Saa
Quem muitas mulheres tiver,
em vez de uma amada esposa,
mais se afirma e se repousa
pera amar sua mulher;
Quem isto não entender...
em cousas d'amor não ousa,
em…

Leia mais


Xácara do Infinito

Mário Saa
Fazia papa-luaça
com lama azul dos paúis;
e embaciava a vidraça;
ou de olhos baços, azuis,
parados, largos, serenos,
como o silêncio dos mudos,
ou fitos, picos, pequenos,
venenos de…

Leia mais


Mais poemas de Mário Saa