Mário Quintana

Brasil — Poeta/Cronista

30 Jul 1906 // 5 Mai 1994

Foi um poeta, tradutor e jornalista brasileiro. Considerado o "poeta das coisas simples", com um estilo marcado pela ironia, pela profundidade e pela perfeição técnica, ele trabalhou como jornalista quase toda a sua vida. Sua principal obra é O Batalhão das Letras (1948). Fonte: Wikipedia.

14 Poemas

  • Previous
  • Page 2 of 2

    Poemas

    Obsessão do Mar Oceano

    Mário Quintana
    Vou andando feliz pelas ruas sem nome...
    Que vento bom sopra do Mar Oceano!
    Meu amor eu nem sei como se chama,
    Nem sei se é muito longe o Mar ...

    Leia mais


    Poeminha Sentimental

    Mário Quintana
    O meu amor, o meu amor, Maria
    É como um fio telegráfico da estrada
    Aonde vêm pousar as andorinhas...
    De vez em quando chega uma
    E canta
    (Não sei se ...

    Leia mais


    Da Observação

    Mário Quintana
    Não te irrites, por mais que te fizerem...
    Estuda, a frio, o coração alheio.
    Farás, assim, do mal que eles te querem,
    Teu mais amável e sutil recreio...



    Leia mais


    Dos Mundos

    Mário Quintana
    Deus criou este mundo. O homem, todavia,
    Entrou a desconfiar, cogitabundo...
    Decerto não gostou lá muito do que via...
    E foi logo inventando o outro mundo.




    Leia mais


  • Previous
  • Page 2 of 2