Manuel Resende

Portugal

n. 1948

2 Poemas

Poemas

Na Auto-Estrada

Manuel Resende
Ainda posso perceber
Esses miúdos nos viadutos
Que atiram pedras aos carros da auto-estrada.
É um gesto eficaz
Que matou alguns caixeiros-viajantes,
E até famílias inteiras,
É pura malvadez
E…

Leia mais


Também o que é Eterno

Manuel Resende
Também o que é eterno morre um dia.
Eu tusso e sinto a dor que a tosse traz;
O doutor quer por força a ecografia,
Mas eu não estou pra…

Leia mais