Poemas

No Mar em que de Novo Amor me Guia

Fernão Rodrigues Lobo Soropita
No mar em que de novo amor me guia,
O mais seguro porto é dar à costa;
Aonde todos se perdem, aí está posta
Minha salvação, aí me salvaria.

Só ...

Leia mais


A uma Partida

Fernão Rodrigues Lobo Soropita
Partistes-vos, e a alma juntamente
Em partes desiguais se me partiu;
A melhor, que era vossa, vos seguiu;
Ficou-me a outra, fraca e descontente.

Bem sei que a natureza o ...

Leia mais


Quando o Sol Torna donde vos Deixou

Fernão Rodrigues Lobo Soropita
Quando o Sol torna donde vos deixou,
Tanto com os vossos olhos se parece,
Que quando a alma o vê, mais reconhece
Que por retrato vosso lhe ficou.

Assim, no ...

Leia mais


Quanto Mais Pode Amor num Peito Humano

Fernão Rodrigues Lobo Soropita
Quanto mais pode amor num peito humano,
Tanto se mostra mais não ter firmeza,
Pois quando dá mor gosto e mor alteza,
Então é mais cruel e desumano;

Põe debaixo ...

Leia mais


A umas Lágrimas de uma Despedida

Fernão Rodrigues Lobo Soropita
Quando de ambos os céus caindo estava
O rico orvalho, em pérolas formado,
E sobre as frescas rosas derramado,
Igual beleza recebia e dava.

Amor que sempre ali presente estava, ...

Leia mais