Bernardim Ribeiro

Portugal — Escritor/Poeta

1482 // 1552

8 Poemas

Principais Poemas

Lembre-vos quão sem Mudança

Bernardim Ribeiro

Lembre-vos quão sem mudança,

Senhora, é meu querer,

perdida toda esperança;

e de mim vossa lembrança

nunca se pode perder.

Lembre-vos quão sem por quê

desconhecido me vejo;

e, com ...

Leia mais


Não Sou Casado, Senhora

Bernardim Ribeiro

Não sou casado, senhora,

que ainda não dei a mão,

não casei o coração.


Antes que vos conhecesse,

sem errar contra vós nada,

uma só mão fiz casada,

sem que ...

Leia mais


Ante Tamanhas Mudanças

Bernardim Ribeiro

Antre tamanhas mudanças,

que cousa terei segura?

Duvidosas esperanças,

tão certa desaventura...


Venham estes desenganos

do meu longo engano, e vão,

que já o tempo e os anos

outros cuidados ...

Leia mais


Ontem Pôs-se o Sol

Bernardim Ribeiro

Ontem pôs-se o sol, e a noute

cobriu de sombra esta terra.

Agora é já outro dia,

tudo torna, torna o sol;

só foi a minha vontade,

para não tornar ...

Leia mais


Eu Perdi-me nela mesma

Bernardim Ribeiro

(Cantiga sua à senhora Maria Coresma)


Uns esperam a Coresma

para se nela salvar,

eu perdi-me nela mesma

para nunca me cobrar.


Mas com esta perda tal

eu m'hei ...

Leia mais


Mais poemas de Bernardim Ribeiro